Estratégias para fugir da inadimplência no varejo

As estratégias para fugir da inadimplência precisam estar sempre ativas em uma organização. Isso, porque, para os microempreendedores, os atrasos no pagamento podem acarretar consequências drásticas, como reduzir o fluxo de caixa e até obrigar o gestor a solicitar empréstimos.

É necessário fugir dessa faixa de risco causada pela inadimplência, pensando nisso reunimos quatro dicas para te ajudar a fugir da inadimplência no varejo. Acompanhe:

Consulte os serviços de análise de crédito

No post anterior “Como preparar sua equipe de vendas para fugir dos devedores” já falamos sobre a importância de consultar a análise de crédito. Entretanto vale ressaltar que o ato de consultar os serviços de análise de crédito para ter conhecimento de a quantas anda a situação financeira do cliente é uma ação imprescindível.

Essa consulta pode ser realizada através de empresas de proteção ao crédito como o Serasa Experian, SPC e outras associações comerciais.

Tenha o histórico do cliente sempre em mãos

Tenha o seu cliente sempre em mãos, ou seja, tenha controle, feitos manualmente em planilhas ou softwares, do histórico de compra e venda de seus clientes. Isso ajuda a diferenciar quem sempre realizou o pagamento corretamente dos maus pagadores. Às vezes, um cliente que “dá calote” não vale a pena ser mantido.

Valorize os bons pagadores

Saiba separar o joio do trigo. Mesmo não sendo uma tarefa fácil essa atitude ajuda a estimular pagamentos antecipados com descontos ou formas mais flexíveis de cobrança. Lembre-se que oferecer alternativas para quem realmente teve algum problema, que ocasionou o atraso, deve fazer parte da sua estratégia.

Mantenha uma gestão eficaz das contas

O bom gerenciamento financeiro, além de essencial para todo negócio, mantém as contas a receber a pagar com a devida organização e também ajuda a lidar melhor com uma situação de inadimplência.

Em muitos casos, a desorganização do caixa da empresa e a falta de acompanhamento com a entrada e a saída de dinheiro do negócio, “escondem” o cliente inadimplente por algum tempo. O ruim, é que essa situação, acarreta em um grande problema no seu negócio.

Essas 4 dicas não zeram a inadimplência, entretanto conseguem diminuir positivamente os riscos que você pode ter com a inadimplência. Lembre-se que minimizar os efeitos causados pelos maus pagadores deve fazer parte do gerenciamento de riscos de qualquer negócio.



Deixe uma resposta